Gostaríamos de iniciar este post desejando que todos estejam bem e seguros, neste momento de pandemia, isso é o mais importante.

As pessoas sempre souberam a diferença entre o que é CERTO e o que é ERRADO, mas nestes anos trabalhando com os temas Compliance, Auditoria e investigação de denúncias, em especial, após os escândalos de corrupção noticiados desde 2009, é notório que a sociedade brasileira está mais vigilante às questões envolvendo conduta ética e também quanto aos seus direitos como pessoa e cidadão.

Para a CCINFRA respeito e integridade são dois dos nossos Valores e já fazem parte da nossa Cultura:

Respeito / Integridade / Transparência / Excelência / Integração

Aqui na CCINFRA exitem dois canais, a Linha Ética e a Ouvidoria como um dos pilares do nosso sistema Integridade.

Sim, a Lei Anticorrupção (12.846/2013) prevê a redução de multas para empresas que possuem mecanismos e procedimentos internos de incentivo à denúncia de irregularidades.

Mas na CCINFRA buscamos ir além do regulamentar, pois entendemos que mais importante do que ter esses canais de comunicação de irregularidades é garantir que sejam eficazes ao seu propósito maior: proteger as pessoas!

Pessoas de boa-fé, que tem o intuito de melhorar a empresa em que trabalham e a sociedade onde nossa empresa atua, se dispõe a, voluntariamente, colaborar para que maus feitos e ilícitos sejam investigados e tratados.

Da mesma forma, os canais de Linha Ética e Ouvidoria atendem todas as pessoas envolvidas e /ou impactadas pelos negócios da CCINFRA (fornecedores, clientes, sociedade, poder público, etc.).

Neste sentido, a gestão independente e profissional dos nossos canais, por empresas externas à companhia, é fundamental pois garante o sigilo, imparcialidade e traz segurança ao comunicante de que suas preocupações, solicitações, reclamações, dúvidas ou sugestões serão endereçadas de forma adequada e que seu anonimato será preservado (se ele assim desejar).

O canal de Ouvidoria (0800 880 1809 – E-mail: [email protected] – Website: www.ouvidoria.ccinfra.tmf-group.com), tem como objetivo receber, analisar e atender os públicos:

·        Interno nas suas solicitações, reclamações, dúvidas ou sugestões nos temas operacionais (questões de RH, alojamento, refeitório, veículos, transporte, etc.);

·        Externo nas suas solicitações, reclamações, dúvidas ou sugestões em situações onde nossas operações de implantação de projetos de infraestrutura impactam o dia-a-dia da sociedade.

Já o canal de Linha Ética (0800-880-1887 – E-mail: [email protected] – Website: www.linhaetica.ccinfra.tmf-group.com) é exclusivo para as preocupações (sim, aqui na CCINFRA chamamos as denúncias de preocupações, pois entendemos que as pessoas que utilizam esse canal estão preocupadas em melhorar a empresa, o ambiente de trabalho, as relações sociais, a sociedade e o meio ambiente, sempre de forma positiva).

Não tratamos os fatos relatados apenas com a visão disciplinar (que também é importante em vários casos), mas buscamos olhar as preocupações recebidas de forma abrangente, para gerar conhecimento e agregar valor à nossa conduta e à nossa forma de trabalhar, coibir que tais situações se repitam para fazer diferente e melhor dali em diante.

Acreditamos que estamos no caminho certo, pois em 2019 houve um crescimento de 230% no volume de preocupações recebidas, sendo 35% delas consideradas procedentes.

Em 40% delas os comunicantes se identificaram, pois entendem que fazem parte da mudança e confiam no processo de investigação. A identificação das pessoas contribui muito neste processo e o torna mais eficaz no entendimento e na solução do problema.

Outro indicador importante – 84% das preocupações recebidas foram qualificadas para apuração (continham todos os elementos necessários para condução do processo de investigação), o que demonstra que as pessoas estão atentas e comunicaram suas preocupações de boa fé.

Como dissemos no começo, apesar de tudo, a maioria das pessoas sabe diferenciar o CERTO do ERRADO, e isso é muito importante para nós como sociedade. As suas ações e atos dizem por si só. Se você fizer algo errado, você não está somente desrespeitando uma norma ou lei, você estará desrespeitando o seu próprio valor, portanto faça o certo sempre, mesmo que ninguém esteja olhando.

* Artigo elaborado por Fábio Terlizzi e Priscilla Landriscina, profissionais que trabalham no time de Auditoria Interna e Integridade da Camargo Corrêa Infra