Blog

“Projetaremos a Camargo Corrêa Infra como modelo de segurança do trabalho”, afirma gerente

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

O gerente de Segurança do Trabalho da Camargo Corrêa Infra, Luis Fernandes, assumiu o cargo em setembro de 2018. “O convite para este desafio foi recebido com muito orgulho e alegria”, conta. Antes de assumir a função, Luis trabalhava na construção da usina hidrelétrica de Ituango, na Colômbia, uma obra complexa que no pico empregou mais de 8 mil profissionais.

Para Luis, seu maior desafio é garantir a obtenção de bons resultados, seja na redução do número de acidentes quanto na eliminação dos acidentes fatais. Assim como projetar a CCIN como benchmarking em segurança do trabalho para clientes, trabalhadores e sociedade em geral.

“Vamos implantar e/ou melhorar processos que o corporativo possa apoiar e ao mesmo tempo medir resultados quanto a aderência ao sistema de gestão. A aproximação entre o corporativo e as obras é fundamental para obtenção dos objetivos e redução do número de acidentes. Devemos utilizar nosso sistema de gestão para garantir o cumprimento das rotinas e as ferramentas de gestão de maneira que possamos construir com respeito e comprometimento com as vidas dos nossos profissionais”, diz.

A busca por resultados, explica Luis, se dará em todas as obras, durante todo o tempo, respeitando as especificidades de cada projeto. “Nosso objetivo é a busca constante da multiplicação da cultura de segurança, elevar a imagem da Camargo Corrêa Infra como empresa também referência no mercado em sistema e gestão de segurança e a meta “zero” de acidente fatais, ações que já se encontram em processo de implementação”, afirma.

DE TRAINEE A GERENTE

O paranaense Luis Fernandes iniciou sua trajetória profissional na empresa, como trainee da turma de 2002, na área ambiental corporativa. Em seu segundo ano de atuação foi transferido para obra e teve seu primeiro contato com a área de segurança do trabalho onde vislumbrou a oportunidade de aprender e iniciar uma nova carreira, pelos desafios da área e pela maior interação com processo construtivo.

Casado com a terapeuta ocupacional Merciane Fernandes, Luis é pai de duas filhas, Maria Luísa, de 10, e Manuela, de 6 anos.

Em sua carreira, ele passou por obras como a Usina Termelétrica do Vale do Açu/RN, Oleoduto Mossoró/RN, NEDL – gasoduto que passou por Bahia, Sergipe e Alagoas, ALREFU#2, expansão da Alcoa/MA, Repar (Refinaria Presidente Getúlio Vargas/PR), Hidrelétrica de Jirau/RO e Hidrelétrica de Ituango, que está sendo construída na Colômbia.

“Todos os projetos em que participei foram desafiadores e fundamentais para adquirir experiência e conhecimento em diferentes segmentos da construção. Neles tive a oportunidade de conhecer e trabalhar com importantes profissionais que me ensinaram os valores e a cultura da empresa.”