Blog

Projeto Impacto ICC combina inovação e investimento social privado para apoiar e capacitar empreendedores na Bahia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Desafios que antes a sociedade já enfrentava, agora, estão ainda maiores diante da atual conjuntura mundial. Por isso, iniciativas que estimulam o empreendedorismo de impacto social, mesmo que à distância, ganham ainda mais importância. Diante dessa realidade, no final do ano passado, uma parceria do Instituto Camargo Corrêa (ICC) com a ONG Parque Social, por meio da incubadora ‘In Pacto’, e com participação da Gerência de Inovação aqui da CCInfra resultou na criação do ‘Projeto Impacto ICC’.

Ligada às nossas obras do BRT de Salvador (BA), a iniciativa combina inovação e investimento social privado. O objetivo é apoiar e capacitar empreendedores e potenciais empreendedores com negócios, projetos ou ideias sustentáveis e inovadoras que promovam o desenvolvimento socioeconômico local. Com foco na capital baiana, o Projeto Impacto ICC é dividido em três fases: Formação, Mentoria e Testes de Protótipos.

“Empoderamos os empreendedores com cursos de formação e mentorias personalizadas às necessidades de seus negócios. Assim, fomentamos o ambiente de empreendedorismo e os auxiliamos a desenvolver e/ou fortalecer o modelo de negócio”, diz Edivania Assis, coordenadora de Projeto no ICC. “Dessa forma, eles desenvolvem mais condições para superar seus desafios, ganham mais visibilidade em seus mercados de atuação a fim de gerar maior captação de recursos e atingir potenciais clientes”, afirma. Os negócios são das áreas da Saúde, Educação e Engenharia.

Ao todo, o programa recebeu 54 inscrições, dos quais 10 negócios foram escolhidos por meio de uma banca que avaliou, dentre outros critérios, condições de consolidação e escalabilidade das ideias. Dos 10 selecionados, sete iniciativas estão sendo pré-aceleradas ao longo deste ano, pois são projetos e ideias em fase inicial de desenvolvimento. As outras três serão aceleradas, uma vez que são negócios já formalizados e que estavam em início de operação.

“Todos estão tendo acesso à qualificação e a suportes operacional, técnico, gerencial e estratégico para o desenvolvimento de negócios de impacto social positivo”, afirma Edivania. Além disso, antes da Covid-19, eles tinham acesso à estrutura física com estações de trabalho, salas de reunião e espaço multiuso para capacitações e oficinas. Agora, toda formação e mentoria acontece de modo totalmente on-line.

Continue nos acompanhando aqui no blog da CCInfra para conhecer mais ações do Instituto Camargo Corrêa.